Página inicial do site Brasília
Página inicial do site Brasília
 
   
   
Agenda do Samba e Choro
  

Bibliografia
braziliense

Conterrâneos Velhos de Guerra - roteiro e crítica - 7 Nov. 2014

Como se faz um presidente: a campanha de JK - 21 Ago. 2014

Sonho e razão: Lucas Lopes, o planejador de JK - 15 Ago. 2014

Brasília: o mito na trajetória da Nação - 9 Ago. 2014

Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar - 30 Jul. 2014

Quanto custou Brasília - 25 Set. 2013

JK: Memorial do Exílio - 23 Set. 2013

A questão da capital: marítima ou no interior?

No tempo da GEB

Brasília: a construção da nacionalidade

Brasília: história de uma ideia

  

Bibliografia
braziliana

Enciclopédia dos municípios brasileiros - 18 Mar. 2015

Grande sertão: veredas - 29 Out. 2014

Itinerário de Riobaldo Tatarana - 27 Out. 2014

Notícia geral da capitania de Goiás em 1783 - 26 Out. 2014

Memórias do desenvolvimento - 19 Out. 2014

Preexistências de Brasília - 13 Out. 2014

Viagem pela Estrada Real dos Goyazes - 9 Out. 2014

Francesco Tosi Colombina - 3 Out. 2014

Estrada Colonial no Planalto Central - 27 Set. 2014

Chegou o governador - 12 Set. 2014

Alexandre de Gusmão e o Tratado de Madrid - 3 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

   

Teatro Nacional de Brasília
Entrevista com Oscar Niemeyer


 
Celso Araújo - 12 Nov. 2001

Celso Araújo - Como foi mesmo o ponto de partida em sua concepção do Teatro Nacional? A pirâmide veio antes da encomenda ou na própria inquietação para resolver o problema?

Oscar Niemeyer - Eram dois teatros a projetar e isso explica a solução adotada.

CA - Em que circunstâncias o senhor desenhou? É verdade que o desenho foi feito em três dias de carnaval? Em Brasília mesmo ou no Rio?

ON - Em Brasília. Tudo foi feito a correr. Elaborei o projeto durante um carnaval. No dia seguinte, convoquei um especialista em acústica da Alemanha, Lother Cremer, que uma semana depois já estava em Brasília nos atendendo.

CA - E o fato de todos identificarem como uma pirâmide asteca, é correto do ponto de vista arquitetônico?

ON - É engraçado. Em arquitetura, qualquer forma que corresponda às funções internas é adequada e, quando ela cria surpresa, e os leigos dela se ocupam curiosos, melhor ainda. O espanto faz parte da boa arquitetura. Quando foi construído o teatro que elaborei para o Espaço Oscar Niemeyer no Havre, França, ninguém me indagou sobre a razão da forma adotada. De acústica, muito menos. E quando o ministro da Cultura da França, Jacques Lang, compareceu à inauguração, como o elogiou!

CA - O engenheiro e poeta Joaquim Cardozo foi o projetista. Quais foram os desafios impostos a ele nessa obra?

ON - Nenhum.

CA - O senhor acompanhou alguma fase das obras? O que sentia?

ON - Tranquilamente. Como não existia um programa, e a obra caminhava mais rapidamente do que o usual, previ para os serviços anexos do Teatro Nacional espaços tão generosos que sabia neles ser possível acomodar até os programas mais complexos.

CA - Além do Teatro Nacional, construiu outros teatros pelo mundo?

ON - Projetei e construí muitos teatros e auditórios. Na França, na Itália, na Argélia e no Brasil. Construídos e de maior vulto foram o grande teatro do Espaço Oscar Niemeyer, no Havre, e o de Brasília, realizado 40 anos atrás. Em Araras, interior de São Paulo, projetei e foi realizado um teatro mais modesto, mas que dizem funcionar bem. Agora tenho em construção dois teatros diferentes, com o palco abrindo também para o exterior, uma novidade que dará aos teatros um sentido mais popular que me agrada particularmente.

CA - O Teatro Nacional se insere no seu grande projeto chamado Conjunto Cultural da República ou deve ser considerado à parte?

ON - Integra-se no que chamamos Conjunto Cultura da República e vai completar todo o complexo arquitetônico do centro do Plano Piloto de Brasília.

CA - O senhor chegou a assistir a algum espetáculo nesse teatro? Tecnicamente, reclama-se da acústica da Villa-Lobos. Tem solução?

ON - Sim. Quando se projeta um teatro é com os técnicos especializados que se trabalha. E, como disse, o técnico incumbido de sua acústica era, naquela época, o mais credenciado na Alemanha. Mas o problema é complexo, e sempre fui a favor – quando sugerem – de que outros sejam, se necessário, convocados. A técnica está sempre evoluindo, e com relação à acústica deve acontecer o mesmo. No teatro que projetei para Araras, nunca ouvi críticas nesse sentido.

   

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

Acompanhe

  
Conjunto Cultural da República
Teatro Nacional | Music Hall | Cinema | Mini-planetário | Biblioteca Nacional | Museu | Casa de Chá
Passagem e estacionamento | Via S1 | Via N1 | Eixo Monumental
Marcos históricos de Brasília
O Plano Piloto de Lúcio Costa | A escolha do Plano Piloto | O lago de Glaziou
A origem do Catetinho | Vida e morte de Bernardo Sayão
O massacre da Pacheco Fernandes
A logística da mudança | Os trens experimentais | A chegada do trem
A Pedra Fundamental | Missão Cruls | Relatório Cruls
Carta de Formosa | Emenda Lauro Müller
A idéia mudancista | Documentação
Passeios turísticos e Trens de passageiros
Vitória - Belo Horizonte | São Luís - Parauapebas | São Lourenço - Soledade de Minas | Ouro Preto - Mariana
Expresso Pai da Aviação | Trem ecoturístico da Mata Atlântica | Teleférico de Ubajara
  

Busca no site
  
  
Página inicial do site Centro-Oeste
Página inicial da seção Ferrovias do Brasil
Sobre o site Brasília | Contato | Publicidade | Política de privacidade