Página inicial do site Brasília
Página inicial do site Brasília
 
   
   
Agenda do Samba e Choro
 

Metrô DF

Estações

  • 6h a 23h30 - Segunda a Sábado
  • 7h a 19h - Domingos e Feriados

Intervalos entre os trens

  • 3min30 a 14min - conforme o dia, horário e estação

Tarifas

Achados e perdidos

Bibliografia
braziliense

Conterrâneos Velhos de Guerra - roteiro e crítica - 7 Nov. 2014

Como se faz um presidente: a campanha de JK - 21 Ago. 2014

Sonho e razão: Lucas Lopes, o planejador de JK - 15 Ago. 2014

Brasília: o mito na trajetória da Nação - 9 Ago. 2014

Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar - 30 Jul. 2014

Quanto custou Brasília - 25 Set. 2013

JK: Memorial do Exílio - 23 Set. 2013

A questão da capital: marítima ou no interior?

No tempo da GEB

Brasília: a construção da nacionalidade

Brasília: história de uma ideia

   

Cidades satélites de Brasília e Entorno do Distrito Federal
Guará I e II


 
Flavio R. Cavalcanti

O Guará I foi planejado e implantado na segunda metade dos anos 60, como Setor Residencial Indústria e Abastecimento (SRIA), próximo ao SIA — na margem sul da Estrada Parque Taguatinga (EPTG). A urbanização foi concluída uma década mais tarde.

É formado por "quadras internas", QI — de desenho único, misturando casas simples ou geminadas (conjuntos com lotes de 90 a 200 m²) e prédios de três andares (quatro blocos longos e quatro curtos); — e "quadras externas", QE, preenchendo a beirada irregular. A via central, sinuosa, liga as vias locais, quebradas por praças com dois pequenos comércios a cada duas quadras.

As casas foram construídas e entregues pela SHIS (Sociedade Habitacional de Interesse Social), encarregada de providenciar habitação popular segundo critérios de necessidade e de antiguidade das famílias em Brasília. Os blocos de apartamentos foram construídos mais tarde, em geral por cooperativas, com financiamento do Banco Nacional da Habitação (BNH).

O Guará II foi implantado em seguida, com uma via circular de contorno, em forma de feijão (três faixas em cada sentido, canteiro central, 60 km/h); e uma via central em arco (idem) quebrada por dois conjuntos para prédios públicos e comerciais.

As casas situam-se nas quadras "externas", QE (mais próximas à via circular), em lotes de 120 e 200 m²; e os prédios — blocos maciços, de seis andares — nas quadras "internas", QI, junto à via central. As vias dentro das quadras são igualmente quebradas por praças com dois pequenos comércios.

As casas foram construídas e entregues pela Shis (Sociedade Habitacional de Interesse Social); e os blocos, bem mais tarde, muitos deles já como empreendimentos imobiliários privados.

Dados oficiais

Da página da Administração Regional do SIA (RA XXIX), visitada em 1º Dez. 2012:

Em 1967, foi cedida uma parte do SIA para a construção do Guará, que hoje é uma importante Região Administrativa do DF. O governo resolveu construir a área habitacional para abrigar justamente os trabalhadores da região, além de funcionários públicos e moradores de invasões e núcleos provisórios. Foi assim que, no dia 21 de abril de 1969, foi inaugurada a cidade.

No dia 31 de agosto de 1973, o decreto n.º 2.356 criou a Administração Regional do Setor Residencial Indústria e Abastecimento (SRIA), composto pelo Guará I e II. Somente em 25 de outubro de 1989, a partir do decreto n.º 11.921, a cidade perdeu a denominação SRIA para tornar-se oficialmente a cidade satélite do Guará.

A partir de então, a cidade ampliou sua área de 8,6 mil Km² para 45.460 Km² e passou a compreender os setores de Indústria e Abastecimento (SIA), de Transporte Rodoviário e Cargas (STRC), de Oficinas Sul (SOF Sul), de Clubes, Estádios e Esportivo Sul (SCEES) e de Áreas isoladas Sudoeste (SAI-SO) – setor em que se encontram o Carrefour e o Park Shopping.


Em 14 de julho de 2005, a partir do decreto nº 3618, o Setor de Indústria e Abastecimento ganhou sua primeira administração, sob o comando de Marcelo Amaral. Atualemnte, a administração regional é responsável pelos trechos de 1 a 17, o Setor de Inflamáveis (SIN) e o Setor de Transporte Rodoviário de Cargas (STRC).

   

Bibliografia
braziliana

Enciclopédia dos municípios brasileiros - 18 Mar. 2015

Grande sertão: veredas - 29 Out. 2014

Itinerário de Riobaldo Tatarana - 27 Out. 2014

Notícia geral da capitania de Goiás em 1783 - 26 Out. 2014

Viagem pela Estrada Real dos Goyazes - 9 Out. 2014

  

Byteria

Acompanhe

Localização do Guará em relação ao DF e Entorno Planaltina Formosa (GO) Planaltina de Goiás (Brasilinha) Brazlândia Águas Lindas (GO) Sobradinho Guará I e II Águas Claras Taguatinga Ceilândia Samambaia Vicente Pires Recanto das Emas Riacho Fundo Condomínios do Lago Sul São Sebastião Gama Santa Maria Valparaíso, Cidade Ocidental, Céu Azul, Cidade Jardim, Parque São Bernardo, Parque Marajó, Novo Gama, Pedregal, Parque Estrela D'Alva (GO) Santo Antônio do Descoberto (GO) Paranoá Condomínio Hollywood, Varjão, Olhos d'Água
Guará
Estação Feira | Estação Guará | Viaduto RFFSA | Passagem de nível
Mapa | Estações do Metrô
Cidades do Distrito Federal
Águas Claras | Brazlândia | Candangolândia | Ceilândia | Gama | Guará | Núcleo Baneirante | Paranoá | Planaltina
Recanto das Emas | Riacho Fundo | Samambaia | Santa Maria | São Sebastião | SMPW | Sobradinho | Taguatinga | Vicente Pires
Cidades do Entorno do DF
Águas Lindas | Cidade Ocidental e Parque Marajó | Formosa | Lago Azul e Boa Vista | Novo Gama, Pedregal, Parque Estrela Dalva
Planaltina de Goiás | Santo Antônio do Descoberto | Valparaíso, Céu Azul, Cidade Jardim, Parque São Bernardo
  

Busca no site
  
  
Página inicial do site Centro-Oeste
Página inicial da seção Ferrovias do Brasil
Sobre o site Brasília | Contato | Publicidade | Política de privacidade