Página inicial do site Brasília
Página inicial do site Brasília
 
   
   
Agenda do Samba e Choro
xxx

Sobre Luís Cruls

Louis Ferdinand Cruls
A via Cruls, by Pimentel
Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar

Home to Cruls

Longitudes

Estes livros ajudam a compreender a evolução histórica das técnicas de determinação das longitudes, de interesse para a compreensão do rompimento da linha de Tordesilhas, do Tratado de Madri e da delimitação do chamado Retângulo Cruls, entre outros aspectos da história do Brasil e da localização de Brasília.

Relatório da Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil
Rio de Janeiro, 1894
(Codeplan, Brasília, 1992)

1ª Missão Cruls
1892-1893

Índice
Introdução
Carta de Glaziou
Índice das fotos
Relatório
Pessoal
Ferrovias e desenvolvimento

Trata-se do famoso "Relatório Cruls" (1894), referente à 1ª Missão Cruls (1892-1893), durante o governo Floriano Peixoto.
  

Relatório da Comissão de Estudos da Nova Capital da União
Typo-lith. Carlos Schmidt, Rio de Janeiro, 1896

2ª Missão Cruls
1894-1896

Instruções (1894)
Pessoal e itinerários
Trabalhos
Ferrovia Catalão-Cuiabá
Ofício Cruls
O local quase escolhido
Relatório de Glaziou

Trata-se do Relatório "parcial" (1896), referente à 2ª Missão Cruls (1894-1895), abortada pelo corte de verbas no governo Prudente de Morais.
   

Livros sobre Brasília
Luiz Cruls:
o homem que marcou o lugar


 
Flavio R. Cavalcanti - 30 Jul. 2014
  • Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar
    Ronaldo Rogério de Freitas Mourão
    Publicações Animatógrafo
    Rio de Janeiro, 2003

Esta breve biografia do engenheiro militar e astrônomo Luís Cruls apresenta-se como uma “prévia” de um trabalho mais completo, previsto para publicação pouco tempo depois. Infelizmente, porém, não há indicação de que o trabalho mais completo tenha chegado a ser publicado, até a morte do autor, no dia 25 de Julho de 2014.

Rogério Mourão foi, não apenas um dos mais importantes astrônomos brasileiros, como um grande divulgador da astronomia perante o grande público, e em especial entre estudantes de todos os níveis, contribuindo para despertar e atrair novas vocações.

É no âmbito dessa atividade, digamos, “missionária”, que se poderia enquadrar esta breve biografia Luís Cruls: — Um levantamento denso e esclarecedor das realizações do astrônomo, além de um levantamento documental de sua vida pessoal e profissional como imigrante belga naturalizado brasileiro.

Está longe, porém, de ser um trabalho de “historiador profissional”, até por falta de formação do Autor em História. A falta de maior embasamento do Autor nessa área específica faz com que não consiga interpretar corretamente muitas das informações que apresenta [ver Louis Ferdinand Cruls].

A citação de Cristiano Ottoni e Caetano Furquim como “estudantes” contemporâneos de Cruls na Universidade de Gand, na Bélgica, é uma dessas informações que exige maior pesquisa, uma vez que Ottoni formou-se no Brasil, três décadas antes de Cruls. Já tinha entre suas realizações um dos maiores desafios enfrentados pela engenharia brasileira, e naquele momento fazia um “giro” pelo mundo, buscando atualizar-se com as grandes obras. Quanto a Caetano Furquim, nunca foi engenheiro. Portanto, não foram “colegas” de Cruls na Universidade de Gand, no sentido em que as afirmações do Autor sugerem.

Porém, à luz de outras pesquisas sobre a época do Império e primeiras décadas da República, as informações reunidas por Mourão acerca da vida de Cruls no Brasil ajudam a traçar uma “rede” de relações entre os Liberais “de largas vistas”, — em especial, nas áreas técnicas, — e sua continuidade, sob certos aspectos, na jovem oficialidade militar da Proclamação e dos primeiros anos da República, até a gênese daquela aversão aos “políticos”.

Assim é que, chegado ao Brasil, — e impossibilitado de receber a atenção imediata de Ottoni e Caetano Furquim, que se encontravam embrenhados num levantamento de campo no Rio Grande do Sul, — Cruls recebe o apoio dos Nabuco (pai e filho) e engaja-se nos projetos de planejamento ferroviário do Império, sob a liderança de Buarque de Macedo [ver Louis Ferdinand Cruls].

Demarcação do Distrito Federal

 

«» ª • — “”
   

Bibliografia
braziliense

Conterrâneos Velhos de Guerra - roteiro e crítica - 7 Nov. 2014

Como se faz um presidente: a campanha de JK - 21 Ago. 2014

Brasília: o mito na trajetória da Nação - 9 Ago. 2014

Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar - 30 Jul. 2014

Quanto custou Brasília - 25 Set. 2013

  

Bibliografia
braziliana

Enciclopédia dos municípios brasileiros - 18 Mar. 2015

Grande sertão: veredas - 29 Out. 2014

Itinerário de Riobaldo Tatarana - 27 Out. 2014

Notícia geral da capitania de Goiás em 1783 - 26 Out. 2014

Viagem pela Estrada Real dos Goyazes - 9 Out. 2014

Acompanhe

Livros sobre Brasília
Plano Piloto de Brasília | Nas asas de Brasília | História de Brasília | A mudança da capital
No tempo da GEB (O outro lado da utopia) | Brasília: a construção da nacionalidade
Brasil, Brasília e os brasileiros | Brasília: Memória da construção
A questão da capital: marítima ou no interior? | revista brasília
JK: Memorial do Exílio | Quanto custou Brasília
Brasília: história de uma ideia | Brasília: antecedentes históricos
braziliense | braziliana | ferroviaria
  

Busca no site
  
  
Página inicial do site Centro-Oeste
Página inicial da seção Ferrovias do Brasil
Sobre o site Brasília | Contato | Publicidade | Política de privacidade