Página inicial do site Brasília
Página inicial do site Brasília
 
   
   
Agenda do Samba e Choro
  

  

Bibliografia
braziliense

Conterrâneos Velhos de Guerra - roteiro e crítica - 7 Nov. 2014

Como se faz um presidente: a campanha de JK - 21 Ago. 2014

Brasília: o mito na trajetória da Nação - 9 Ago. 2014

Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar - 30 Jul. 2014

Quanto custou Brasília - 25 Set. 2013

   

2ª Missão Cruls (1894-1895)
Relatório de Glaziou


 

Flavio R. Cavalcanti - Dez. 2012

À falta do relatório da segunda missão Cruls (1894-1896) — que não teve edição de gala nem reedições posteriores, — este pequeno trecho do relatório de Glaziou lança alguma luz sobre a origem paisagística do lago do Paranoá, embora deixe várias dúvidas.

 

“Enfim, de jornada em jornada, estudando tudo: qualidade do solo, vantagem de águas, clima, caráter do conjunto da paisagem, etc., cheguei a um vastíssimo vale banhado pelos rios Torto, Gama, Vicente Pires, riacho Fundo, Bananal e outros; impressionou-me profundamente a calma severa e majestosa dêsse vale. Talvez movido pelo mesmo sentimento, o chefe da Comissão, o Sr. Dr. Cruls, mandou estabelecer aí o acampamento geral. Ao depois, quase que diàriamente percorri, herborizando cá e lá, ora uma parte, ora outra, dêsse calmo território e dessas excursões voltava sempre encantado; cem vêzes as repeti, quase sempre a pé para facilidade das observações, em todos os sentidos e sem a menor fadiga, tão benéfica é aí a amenidade atmosférica.

“Explorando depois, com vagar, num raio de uns quarenta quilômetros, nada vi que fôsse comparável ao tabuleiro do rio Torto. Nesse sítio, ainda, a extrema suavidade dos acidentes naturais do terreno não requer trabalho algum preparatório, nenhum para o arruamento ou delineação dos bulevares, nem para a edificação, quer numa ou noutra direção.

“A tôdas essas riquezas oferecidas ao homem laborioso, nesse centro do planalto, juntam-se mais os recursos e a vantagem que lhe proporcionarão ainda abundantes águas piscosas. Entre os dois grandes chapadões conhecidos na localidade pelos nomes de Gama e Paranoá, existe imensa planície em parte sujeita a ser coberta pelas águas da estação chuvosa; outrora era um lago devido à junção de diferentes cursos de água formando o rio Parnauá; o excedente desse lago, atravessando uma depressão do chapadão, acabou, com o carrear dos saibros e mesmo das pedras grossas, por abrir nesse ponto uma brecha funda, de paredes quase verticais pela qual se precipitam hoje todas as águas dessas alturas. É fácil compreender que, fechando essa brecha com uma obra de arte (dique ou tapagem provida de chapeletas e cujo comprimento não excede de 500 a 600 metros, nem a elevação de 20 a 25 metros) forçosamente a água tomará ao seu lugar primitivo e formará um lago navegável em todos os sentidos, num comprimento de 20 a 25 quilômetros sobre uma largura de 16 a 18.

“Além da utilidade da navegação, a abundância de peixe, que não é de somenos importância, o cunho de aformoseamento que essas belas águas correntes haviam de dar à nova capital despertariam certamente a admiração de todas as nações”.

Fonte:

   

Ferreosfera

  

 

 

Fonte: A missão Cruls,
no site / livro / CD: Olhares sobre o Lago Paranoá
Nota dos autores: "Várias denominações são registradas para o rio Paranoá. Os bandeirantes paulistas que primeiro visitaram a região do Planalto Central, no século XVII, chamavam-no em nhengatú (língua falada pelos bandeirantes, resultante do português caipira, de uso geral no sertão,
e do tupi paulista) de Parnaguá. Em Tupi-Guarani, Paranoá é o mesmo que Paranaguá,
que quer dizer 'rio largo, rio espraiado'."

 

A localizar

Os autores não indicam a fonte do "Relato", que datam "1893". Ernesto Silva também data "1893", igualmente sem indicação da fonte.

No entanto, Auguste François Marie Glaziou parece ter participado apenas da 2ª Missão Cruls (1894-1895), embora o Relatório Cruls de 1894 (ref. 1ª Missão) tenha incluído — na última hora — uma carta de Glaziou.

Marcos históricos de Brasília
O Plano Piloto de Lúcio Costa | A escolha do Plano Piloto | O lago de Glaziou
A origem do Catetinho | Vida e morte de Bernardo Sayão
O massacre da Pacheco Fernandes
A logística da mudança | Os trens experimentais | A chegada do trem
A Pedra Fundamental | Missão Cruls | Relatório Cruls
Carta de Formosa | Emenda Lauro Müller
A idéia mudancista | Documentação
Brasília e a ideia de interiorização da capital
Varadouro | Hipólito | Bonifácio | Independência | Vasconcelos | Império | Varnhagen
República | Cruls | Café-com-leite | Marcha para oeste | Constitucionalismo | Mineiros | Goianos
CC | A origem da “história” | Ferrovias para o Planalto Central
  

Busca no site
  
  
Página inicial do site Centro-Oeste
Página inicial da seção Ferrovias do Brasil
Sobre o site Brasília | Contato | Publicidade | Política de privacidade