Página inicial do site Centro-Oeste
Página inicial da seção Ferrovias do Brasil
  
   
   
Agenda do Samba e Choro

Referências

  

Bibliografia
braziliana

Enciclopédia dos municípios brasileiros - 18 Mar. 2015

Grande sertão: veredas - 29 Out. 2014

Itinerário de Riobaldo Tatarana - 27 Out. 2014

Notícia geral da capitania de Goiás em 1783 - 26 Out. 2014

Viagem pela Estrada Real dos Goyazes - 9 Out. 2014

   

Biografia
Marechal José Pessoa


 
Flavio R. Cavalcanti - Nov. 2013

De tradicional — e politicamente irrequieta — família paraibana [Epitácio Pessoa (seu tio) lançou o marco fundamental de Brasília, em 1922; e inaugurou a ponte de Pirapora, rumo à nova capital. O assassinato de João Pessoa (seu irmão), 8 anos mais tarde, deflagrou a Revolução de 1930], precursor da cavalaria mecanizada no Brasil, criador da Academia Militar de Agulhas Negras e integrante do pensamento geopolítico, o marechal Pessoa exemplifica a confluência de diferentes projetos de país na concretização de Brasília.

Para secretariá-lo na Comissão, levou o pediatra Ernesto Silva, seu ex-ajudante-de-ordens no Exército. Como assessor, o general Mário Travassos.

Hábil no trato com o universo da administração pública, deve-se a ele a definição do local de Brasília — que o grupo de Juscelino pretendia levar para o Triângulo Mineiro — e a fulminante demarcação dos limites do Distrito Federal (em 11 dias) pelo Serviço Geográfico do Exército.

Sem verba, sem poder — e sem apoio do presidente Café Filho —, envolveu Goiás, parte do pensamento militar, da imprensa e da opinião pública numa estratégia que não deixou alternativa ao grupo do candidato JK.

Sua opção inflexível por ferrovias de bitola larga parece ter sido característica do pensamento militar brasileiro nas décadas seguintes, tornando-a, mais tarde, padrão oficial e encarecendo mesmo novas linhas da métrica — obrigadas a despesas adicionais com pontes, cortes e aterros largos.

«» ª • — “”
As ferrovias na construção de Brasília
As opções em 1956 | Logística | Ferreocap | 1957: Decreto-convênio | 1962: Des-ferreocap
Brasília nos planos ferroviários (DF)
Ferrovias concedidas do plano de 1890 | EF Tocantins | Cia. Mogiana | Ferrovia Angra-Catalão | EF Goiás | Ferrovia Santos - Brasília
O prolongamento da Estrada de Ferro Central do Brasil | A ferrovia da Cia. Paulista | Ferrovias para o Planalto Central | Documentação
Brasília e a ideia de interiorização da capital
Varadouro | Hipólito | Bonifácio | Independência | Vasconcelos | Império | Varnhagen
República | Cruls | Café-com-leite | Marcha para oeste | Constitucionalismo | Mineiros | Goianos
CC | A origem da “história” | Ferrovias para o Planalto Central
   

Bibliografia
braziliense

Conterrâneos Velhos de Guerra - roteiro e crítica - 7 Nov. 2014

Como se faz um presidente: a campanha de JK - 21 Ago. 2014

Sonho e razão: Lucas Lopes, o planejador de JK - 15 Ago. 2014

Brasília: o mito na trajetória da Nação - 9 Ago. 2014

Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar - 30 Jul. 2014

Quanto custou Brasília - 25 Set. 2013

JK: Memorial do Exílio - 23 Set. 2013

A questão da capital: marítima ou no interior?

No tempo da GEB

Brasília: a construção da nacionalidade

Brasília: história de uma ideia

Acompanhe

     

Busca no site
  
  
Página inicial do site Brasília
Página inicial do site Brasília
Sobre o site Brasília | Contato | Publicidade | Política de privacidade