Página inicial do site Centro-Oeste
Página inicial da seção Ferrovias do Brasil
  
   
   
Agenda do Samba e Choro
Distribuição dos trilhos do pátio ferroviário de Brasília
Diagrama esquemático dos trilhos da Esplanada Ferroviária de Brasília (à direta da Via Estrutural)
e do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) em 2001 Eixo Monumental

Referências

Lúcio Costa
Relatório do Plano Piloto
de Brasília

4 – Como decorrência dessa concentração residencial, os centros cívico e administrativo, o setor cultural, o centro de diversões, o centro esportivo, o setor administrativo municipal, os quartéis, as zonas destinadas a armazenagem, ao abastecimento e às pequenas indústrias locais, e, por fim, a estação ferroviária, foram-se naturalmente ordenando e dispondo ao longo do eixo transversal que passou assim a ser o eixo monumental do sistema (fig. 4). Lateralmente à intersecção dos dois eixos, mas participando funcionalmente e em termos de composição urbanística do eixo monumental, localizaram-se o setor bancário e comercial, o setor dos escritórios de empresas e profissões liberais, e ainda os amplos setores do varejo comercial.

14 – Acima do setor municipal foram dispostas as garagens da viação urbana, em seguida, de uma banda e de outra, os quartéis e numa larga faixa transversal o setor destinado ao armazenamento e à instalação das pequenas indústrias de interesse local, com setor residencial autônomo, zona esta rematada pela estação ferroviária e articulada igualmente a um dos ramos da rodovia destinada aos caminhões.

Esplanada Ferroviária

PPCUB
Plano Piloto de Brasília
Pátios ferroviários
"Pátio de Brasília será o maior"
SIA
Soja
Areia e Trigo
Sucata
Coque
Containers
Inflamáveis
UTE

Bibliografia
braziliense

Conterrâneos Velhos de Guerra - roteiro e crítica - 7 Nov. 2014

Como se faz um presidente: a campanha de JK - 21 Ago. 2014

Sonho e razão: Lucas Lopes, o planejador de JK - 15 Ago. 2014

Brasília: o mito na trajetória da Nação - 9 Ago. 2014

Luiz Cruls: o homem que marcou o lugar - 30 Jul. 2014

Quanto custou Brasília - 25 Set. 2013

JK: Memorial do Exílio - 23 Set. 2013

A questão da capital: marítima ou no interior?

No tempo da GEB

Brasília: a construção da nacionalidade

Brasília: história de uma ideia

  

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

  

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferrovias

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

• Pátios do Subsistema Ferroviário Federal (2015) - 6 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

   

Como foi, como seria, o que se fez, e o que resta da
Esplanada ferroviária de Brasília


 

Flavio R. Cavalcanti - Dez. 2013

A Esplanada Ferroviária de Brasília é uma área de 3 x 1,5 km (450 hectares) junto à Estação Ferroviária.

Em torno da Esplanada Ferroviária situam-se os setores que seriam os clientes naturais do transporte por trens:

  • SMU - Setor Militar Urbano

  • SAAN - Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte

  • SIA - Setor de Indústria e Abastecimento

  • SIN - Setor de Inflamáveis

Essa disposição foi planejada para facilitar a extensão de desvios para atender aos armazéns e indústrias, que dessa forma poderão receber os vagões para carga e descarga em seus próprios terrenos — evitando ou reduzindo o trânsito de grandes caminhões (longa distância) nessas áreas. Caminhões menores fariam a distribuição dos produtos na área urbana de Brasília.

O desenho do SIA e do SIN, com vários ramais, — e espaço para muitos outros, — mostra como foram planejados para evitar cruzamentos da via férrea ao nível das ruas e avenidas.

Vista de satélite da distribuição dos trilhos do pátio ferroviário na esplanada da estação de trem
Mapa do terreno e dos trilhos do pátio da estação ferroviária de Brasília.
Levantamento feito em 2003 com imagens de satélite do Google ATC (soja) Estação (EBZ) Coque Tecon (containers)

O projeto original, conforme o Plano Piloto de Brasília, previa a instalação de inúmeros armazéns, diretamente servidos pelos ramais da Esplanada Ferroviária. Até hoje, foi o caso apenas do:

• Terminal de Containers (Tecon)

• Pátio de Coque — já removido para o SIA

Também previa a integração da ferrovia com o Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN), Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA) e Setor de Inflamáveis (SIN), que ocupam áreas adjacentes à esplanada ferroviária.

No SAAN, a única empresa que utiliza os trilhos é a ATC / Multigrain, para o embarque de soja.

No SIA, são (ou foram) atendidos diretamente pelos trilhos:

• Silo buffalo da Conab

• Armazém (desativado?) da Conab, atrás da Ceasa

Moinho de Trigo Jauense e Terminal de Areia

• Outro (?) Terminal de Areia, no início do Trecho 3 do SIA

• Antiga Usina Termoelétrica (1962-1974); não sei se chegou a ter trilhos

No SIN - Setor de Inflamáveis:

• Base de combustíveis da Petrobras

• Uma segunda base de combustíveis

No STRC - Setor de Transporte Rodoviário de Cargas:

• Embarque de soja da ADM (ex-Planalto Agrícola)

Na pioneira Estação Bernardo Sayão, encontram-se desativados:

Armazém

Ferro velho da Siderúrgica Mendes Jr.


Exibir mapa ampliado
Esplanada Ferroviária
"Pátio de Brasília será o maior" | Pátios ferroviários | SIA | PPCUB
Localização (1977) | Extremidade norte | Extremidade sul | Além do viaduto
Soja | Areia e Trigo | Sucata | Coque | Containers | Inflamáveis | UTE
Estação ferroviária de Brasília
Camuflagem | Pilotis | Lanchonete | Subsolo | Piso superior | Torre sul | Torre norte | Plataformas
Abastecimento | Como seria | Maquete | Como ficou
Estação Bernardo Sayão
A chegada do trem a Brasília
Um trem para Brasília | O primeiro trem para Brasília
"Trens de luxo para Brasília" | Expresso Brasil Central | Reinauguração do Bandeirante
Ligação Santos-Brasília | Balanço de fim de jornada
Pátio de Brasília será o maior | A nova estação de Brasília
Abastecimento de combustíveis | Variante Pires do Rio e mudança do DNEF
A logística da construção | As ferrovias da Novacap
4ª viagem Experimental de trem para Brasília | Os trens experimentais do GTB
   

Diagrama esquemático

(Acima)

O esquema dos trilhos na Esplanada Ferroviária da Estação de Brasília (acima) está fora de escala, para facilitar a percepção imediata das linhas existentes, conforme levantamento feito no local em 2002.

Para uma visão mais exata, veja o mapa (abaixo) reconstituído em 2003 a partir de imagens de satélite e mapas da Codeplan.

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

Imagem Google

(Ao lado)

A linha mais extensa, que deriva embaixo à esquerda e segue quase reta até o alto, teria 2,8 ~ 2,9 km.

As linhas tracejadas já não existiam em 2003, embora imagens de satélite ainda permitam identificar onde estariam.

A linha dupla que passava entre as duas plataformas da estação foi retirada, aterrada e asfaltada, tornando-se embarque rodoviário.

Os mapas confirmam as dimensões do terreno indicadas por Délio Araújo (3 x 1,5 km). O terreno abrangido por essas medidas vai da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA), à direita, até o Setor Militar Urbano (SMU), cuja Vila dos Sargentos é visível no topo do mapa, à esquerda. A pista que delimita o terreno ao norte (no alto) é a Estrada Parque do Córrego do Acampamento. Ao sul (embaixo), o início da Via Estrutural (EPCL ou DF-095).

Ferrovias

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

• Pátios do Subsistema Ferroviário Federal (2015) - 6 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

Bibliografia

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

  

Ferreomodelismo

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

Acompanhe

  

Busca no site
  
  
Página inicial do site Brasília
Página inicial do site Brasília
Sobre o site Brasília | Contato | Publicidade | Política de privacidade